O grande erro das pessoas sobre “caducar” uma dívida.

“Mas meu nome não está mais no SERASA, por que estão me cobrando?”

Esse é o grande erro de algumas pessoas, acharem que sua dívida foi extinta por ter se passado cinco anos e ter saído dos órgãos de proteção ao crédito. Realmente, seu nome ficará limpo, mas…iremos contar abaixo o que acontece nesses casos.

“A prescrição se aplica juridicamente ao direito de acionar na justiça do fornecedor face ao consumidor conforme o art. 43 parágrafo 5º do Código de Defesa do Consumidor – CDC”.

As dívidas jamais se extinguem, em nenhum momento. O fornecedor mesmo após cinco anos pode continuar a cobrar, mas amigavelmente, e por isso é um erro as pessoas acharem que se a dívida foi a mais de cinco anos, ela caducará e sumirá do mapa.

A prescrição não é extinção de uma dívida, mas um prazo para que o fornecedor ajuíze ação de cobrança contra o consumidor. E se você é daquelas pessoas que acham que nunca mais te ligarão, errou meu caro. Na verdade, a empresa pode te cobrar até quando ela quiser, só parará quando ela realmente desistir da cobrança.

Consequentemente, os juros continuam correndo e mesmo com seu nome limpo, ele ficará marcado e sempre dificultará ou impedirá você de conseguir um crédito no mercado, afinal, você pode não ser um bom pagador.

Seu histórico financeiro é medido pelo “Score”, uma pontuação calculada pelas casas de crédito que mede o grau de inadimplência do consumidor.

É uma pontuação que vai de zero a mil, quanto maior, mais pontual é a pessoa em seus pagamentos. Qualquer empresa ou banco pode solicitar esses dados para definir se vai ou não fazer um empréstimo a alguém.

Então que fique claro para todos que possuem um débito, se o fornecedor não entrou com ação antes dos cinco anos, o que ele pode fazer depois que acaba o prazo de prescrição é continuar cobrando pelas vias extrajudiciais, ou seja, recursos como cartas, ligações ou propostas de renegociação, desde que não sejam feitos de maneira abusiva continuarão sendo feitas até o pagamento total do débito.

Conclusão:

Realmente depois de cinco anos seu nome sairá dos órgãos de proteção ao crédito, mas a dívida sempre existiu e sempre existirá, não importa se passaram dez anos, o fornecedor pode cobrar até quando ele quiser, desde que não seja abusiva.
Nossa dica é, se você se enquadra na pessoa acima, indicamos você entrar em contato com a empresa que você possui o débito e renegociar. É sempre a melhor opção, e na maioria das vezes você acaba conseguindo um preço bem legal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: